Erick Silva quebrou dois ossos da face na vitória sobre Luan Chagas no UFC

Lutador capixaba sofreu um golpe contundente no 1º round, quando sofreu uma fratura abaixo do olho direito. Exames complementares ainda vão definir o tratamento.

 

Vitória, bônus de luta da noite e sobrevida no Ultimate. O final de semana de Erick Silvafoi glorioso, com o triunfo por finalização sobre Luan Chagas, pelo UFC: Cyborg x Lansberg, que aconteceu neste final de semana, em Brasília.

Mas o “Tigre” está ferido e a conta a ser paga promete ser um pouco cara para o capixaba, pois logo depois da luta, Erick se consultou com um ortopedista, que solicitou exames complementares. Então o atleta fez uma tomografia que acusou uma fratura em dois ossos da face, bem abaixo do olho direito.

Com essa lesão, que aconteceu ao levar um soco de Luan Chagas ainda no 1º round, o atleta deve ficar fora de combate por algum tempo. Durante esta semana, Erick Silva irá se consultar com um especialista, um cirurgião buco-maxilo-facial, onde irá confirmar a gravidade da lesão e definir como será o tratamento. De acordo com a lista oficial de suspensões médicas do UFC Brasília, Erick Silva pode ficar até seis meses (180 dias) sem lutar ou até receber uma liberação médica, conforme regulamento da CABMMA (Comissão Atlética Brasileira de MMA). De volta ao Espírito Santo, o capixaba comentou sobre a luta e falou como se recuperou dentro do combate para voltar a vencer.

– Foi no 1º round, eu tomei um golpe muito duro e eu acabei fraturando dois ossos da face e mesmo assim eu continuei na luta. Está doendo um pouco, mas na hora não, porque você ainda está com o sangue quente, adrenalina. O Luan poderia fazer de tudo, que eu tinha certeza que iria sair com a vitória, porque eu treinei bastante e não era qualquer coisa que iria me fazer parar – disse o capixaba em entrevista ao telejornal “ESTV 1ª Edição”, da TV Gazeta de Vitória.

Após vencer Luan Chagas, Erick Silva acumula em seu cartel um total de 19 vitórias, sete derrotas e um no-contest (7-6 no UFC). A lesão sofrida no combate pode tirar o capixaba do 4º Troféu Brasil do ADCC, onde está escalado para enfrentar o também lutador do UFC Viscardi Andrade, em uma luta de submission, no final de outubro.

Para ler mais notícias do esporte capixaba, acesse www.globoesporte.com/es. Siga também o GloboEsporte.com Espírito Santo no Twitter e por RSS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *